As blogueiras Vic e Cami no Dô

As divertidas e queridas blogueiras Vic Ceridono (Dia de Beauté) e Camila Coutinho (Garotas Estúpidas) almoçaram no DÔ – Jardins antes de mais uma maratona de desfiles do SPFW. Foi um prazer recebê-las, girls! 🙂

camie vic

Marcel Sasaki, Sushi Chef e sócio do Dô, recebe Vic Ceridono e Camila Coutinho. 🙂

 

Assista #CamieVicTakeSP em 8:11:

Conheça os blogs e os canais de vídeo das duas aqui:

Vic Ceridono: Editora de beleza da Vogue e blogger Dia de Beauté:

Vídeos: www.youtube.com/user/diadebeaute

Blog: http://revista.vogue.globo.com/diadebeaute/

Camila Coutinho: Garotas Estúpidas:

Blog: http://www.garotasestupidas.com/

 

Anúncios

Yayoi Kusama

Esta sem programação para o feriado de Corpus Christi? Então, confira a exposição da artista japonesa Yayoi Kusama: Obsessão Infinita, no Instituto Tomie Ohtake. Depois, venha  jantar no Dô de Pinheiros que fica ali perto, na Rua Padre Carvalho, 224.

Exposicao-Yayoi-Kusama-Obsessao-Infinita-Imagem-Instituto-Tomie-Ohtake-630x458Esta instalação acima é a “Sala espelhada ao infinito” que você certamente vai adorar.

INSTITUO TOMIE OHTAKE  Rua Coropés, 88 – Pinheiros – São Paulo

Data da exposição: de 22 de maio a 27 de julho
Horário: de terça a domingo, das 11h às 20h
Tel.: (11) 2245-1900
Entrada gratuita.

Museu do Lamen e do Nissin Lamen no Japão

Vai para o Japão? Conheça 2 museus gastronômicos interessantes:

O Shin-Yokohama Lamen Museum fica em Yokohama, a meia hora de trem de Tóquio. Além, de conhecer um pouco da história do Lamen e como ele é feito, você poderá saborear diversos tipos desta massa em um dos 8 restaurantes especializados em lamen de regiões diferentes do Japão. Todos localizados no interior deste museu, que reproduz pitorescamente as ruas de uma vila antiga.

Image

Outra opção é o The Instant Ramen Museum, em Osaka. Lá você passa por um túnel do tempo mostrando todos os cup noodles desde o primeiro sabor “Chicken Ramen” inventado pelo Sr. Momofuku Ando até os sabores atuais que estão á venda nos supermercados nipônicos. Agende um horário e participe da oficina para preparar o seu próprio noodle da receita tradicional do chicken noodles ou “customize” o seu escolhendo os ingredientes do balcão para compor seu “copo” de lámen instantâneo.

Image

Anote os endereços:

Shin-Yokohama Lamen Museum: 2-14-21 Shin-Yokohama, Kohoku-ku, Yokohama 222, Kanagawa-ken. Horário de funcionamento: Abre todos os dias (exceto terças) das 11h ás 22h. E sábado e domingo abre ás 10h30. Paga-se pelo ingresso (300yen-adultos) e pelos pratos e bebidas que for consumir.

The Instant Ramen Museum: 8-25 Masumi-cho, Ikeda City. Horário de funcionamento: Abre todos os dias (exceto terças) das 9h30 ás 16h. Permitida a entrada até às 15h30. Entrada gratuita. Havendo taxas só para algumas atrações dentro do museu.

15º Festival do Japão

© Festival do Japão

Começa nesta sexta-feira, dia 13 de Julho, o 15º Festival do Japão no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo.

O evento vai até domingo, dia 15 e terá muitas Atrações Culturais, Shows de Taikô e Cantores japoneses, Danças, Exibição do Filme Corações Sujos, Pratos típicos de cada Província Japonesa, Área de Recreação para Crianças, Oficinas, Concursos, entre outros.

Entrada: R$ 8 (antecipado) e R$ 10 (no dia) e gratuita para crianças até 8 anos e idosos acima de 65 anos.

Quando:

13/07 – 12 às 21 horas

14/07 – 10 às 21 horas

15/07 – 10 às 18 horas

Veja a programação completa  e mais informações no site: http://www.festivaldojapao.com

Saquê: a bebida milenar japonesa

Image

O saquê é uma bebida milenar de origem japonesa feita através da fermentação do arroz. Classificado na mesma categoria do vinho, seu teor alcoólico gira em torno de 16%.

Arroz e água são os únicos ingredientes necessários para a produção do saquê. Primeiro é feito o koji, que resulta da remoção do amido e do excesso de óleo e proteínas do arroz. O koji é misturado com água e arroz vaporizado formando o shubo, uma pasta de grãos. O shubo é colocado num tanque e fermentado por trinta dias, com adição do koji e de arroz vaporizado. Forma-se aí o maromi, uma mistura de saquê sólido e líquido. Após ser filtrado, o saquê está pronto para ser consumido e pode ser mantido em garrafa por até dois anos, sem perder seu sabor natural.

Geralmente, a bebida é servida antes das refeições e a melhor temperatura para ser consumido é de 35º C, pois nesta temperatura se percebe melhor as delicadas características da bebida. Mas pode também ser bebido em temperaturas diferentes, de acordo com a estação do ano. Quando aquecido a uma temperatura de até 45º C, o saquê é conhecido por kan, torna-se encorpado e adquire um sabor acentuado de melão. Quando resfriado, o saquê é conhecido por higa e assume um sabor frutado.

Alguns tipos de saquê:
Junmai-shu:
o mais puro de todos, feito com água, arroz e koji, sem adição de álcool.
Honjozo-shu:
sofre um pequeno acréscimo de álcool destilado (até 25%), o que melhora seu aroma e o sabor.
Ginjo-shu: o arroz é polido até chegar a 60% do seu formato original. É fermentado em temperaturas muito baixas por muito tempo.
Daiginjo-shu: o arroz é polido em até 65% do seu tamanho original. É leve, frutado e aromático.
Namazakê: saquê não pasteurizado, fresco e com forte sabor de arroz. Deve ser mantido refrigerado para não estragar.
Nigori-zaquê: saquê não filtrado, de aspecto leitoso. Tem sabor pesado e é servido após as refeições.

Receita de missoshiru

Image

Leve, saudável e fácil de preparar, serve como acompanhamento de diversos pratos, inclusive sushis e sashimis, e é uma ótima pedida neste friozinho!

Ingredientes:
• 1/2 litro de água
• 2 colheres de sopa (bem cheias) de massa de missô escura (encontrada em diversos supermercados e lojas de artigos japoneses). O sabor da massa escura é mais intenso, mas se preferir, pode usar a massa branca.
• 1/2 tofu (queijo de soja japonês) picado em cubinhos
• 1 colher de sopa de Hondashi (tempero à base de peixe Bonito desidratado).
• 1 pirex de cebolinha picada

Modo de preparo:
Coloque a água para ferver e adicione o missô e o tofu, mexendo de vez em quando por cinco minutos. Acrescente o Hondashi e a cebolinha e sirva logo em seguida. Se preferir, acrescente um pouquinho de shoyu (molho de soja) para ressaltar o sabor.

Bom apetite!

Mostra de filmes japoneses no 7º Bunka Matsuri

Image

Viajando com Haru (Haru tono Tabi)

 

 

Neste Sábado e Domingo irá acontecer a sétima edição do Bunka Matsuri. O evento conta com oficinas, exposições, shows, bazar e comidas típicas da cultura japonesa.

 
O evento também contará com a mostra de filmes japoneses, legendados em português, com sessões às 10h e 14h.

Quando: 19 e 20 de maio de 2012 (sábado e domingo)
Local:
Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – Bunkyo
Endereço: Rua São Joaquim, 381 – Liberdade
ENTRADA GRATUITA!!

Para mais informações e programação completa, clique aqui.

Benefícios do Chá Verde

Image

O Chá verde é feito a partir da infusão da erva Camellia Sinensis e tem esse nome porque as folhas da erva sofrem pouca oxidação durante seu processamento.

Originalmente da China, o chá foi levado ao Japão através de monges que viajavam entre os dois países. Curiosamente, foi o único chá que se popularizou no Japão e tornou-se a bebida mais consumida do país.

O chá verde é rico em substâncias antioxidantes que evitam a ação destrutiva das moléculas de radicais livres que degeneram as células, auxiliando no combate ao câncer, ao envelhecimento e na queima de gorduras. Também ajuda a diminuir o colesterol ruim, fortalece as artérias e veias favorecendo a prevenção de doenças cardíacas e circulatórias.

Sua preparação é um pouco diferente dos chás tradicionais: a água não pode estar fervendo, pois do contrário as folhas acabam sendo cozidas o que proporciona um gosto amargo à bebida. O tempo de infusão também não deve ser maior que 3 minutos.

17ª Festa do Imigrante

Nos dias 27 de maio e 03 de junho de 2012, São Paulo vai celebrar a cultura e as tradições das diferentes comunidades imigrantes que representam a mistura de influências e a diversidade do estado.

A tradicional Festa do Imigrante celebra há 16 anos as manifestações culturais, artísticas e gastronômicas de diversas nações que povoam o Estado de São Paulo, além de resgatar a história dos mais de 2,5 milhões de imigrantes que passaram pela antiga Hospedaria dos Imigrantes desde final do século XIX.

Não perca!

Dias: 27 de maio e 03 de junho
Horário: 10h às 16h
Local: Arsenal da Esperança – complexo da antiga Hospedaria de Imigrantes
Endereço: Rua Dr. Almeida Lima, 900, Mooca, São Paulo/SP
Ingresso: R$ 6,00. Estudantes e pessoas com mais de 60 anos pagam
meia-entrada

INFORMAÇÕES: (11) 3311-7700 / 3311-8075 / 4114-1800 / museudaimigracao@museudaimigracao.org.br